Éden 24horas


- Protesto! Falou Adão perante o tribunal de Deus.

- Foi a mulher que tu me deste.

Boa noite. O caso Adão e o Fruto da Árvore Proibida ganhou mais um suspeito nesta última quarta-feira. Os dois estão sendo julgados pelo descumprimento da lei I do Artigo Gênesis Inciso 2-17 da Constituição Bíblica que diz o seguinte:: "da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás".

O crime aconteceu no jardim do Éden, cujo dono Éden não existia. Algum tempo depois de serem criados os céus a terra os animais e todos os seres viventes. Os dois suspeitos estão sendo julgados neste exato momento neste mesmo lugar, dizem as más línguas que ambos se cobrem com folhas. (?)

O julgamento agora ganha outro rumo, já que até então o principal acusado denunciou uma nova suspeita: Eva. - Teria ela induzido Adão ao crime? Ou Adão estaria tentando enganar ao juiz para se livrar da culpa? Voltaremos depois dos comerciais.



Voltamos. Depois da repercussão o caso finalmente teve fim. A nova suspeita abriu o jogo e contou tudo o que aconteceu. Ela havia sido induzida por uma serpente astuta e cometeu o crime, logo após, o outro suspeito - Adão, também fez o mesmo. O juiz dá o veredicto: Culpados!

Os dois pegaram o resto de suas vidas de liberdade condicional, foram lançados para fora do Éden, que agora está cercada por policiais (querubins), e terão que trabalhar todos os dias para comprar seu próprio pão.

ÉDEN 24HS – Muito tempo depois...

O caso Adão e o fruto da árvore proibida que repercutiu há muito tempo atrás está sendo julgado novamente. Depois de tanto tempo parece que um novo suspeito entrou em cena nestes últimos dias, dizem as más línguas que ele assumiu toda a culpa do crime.

A lei foi revogada, e o réu ganhou um novo veredicto: LIBERDADE ABSOLUTA!


A pena do novo acusado: Morte de Cruz.

Tenham uma boa noite,

Apresentação: Anjo Gabriel.

Edicão: Raquel Ewelyn B.

Um comentário: